Please reload

Notícias Recentes

Parceria entre AFCOP e Sindicado Rural de Valparaíso fomenta capacitação visando saúde, segurança e otimização dos recursos nas propriedades rurais

15/10/2019

1/7
Please reload

Notícias em Destaque

AFCOP recebe o Caminhos da Cana

Os Associados da AFCOP tiveram uma das maiores oportunidades já apresentadas na associação, para obterem conhecimento e se manterem atualizados sobre o Agronegócio no Brasil e no mundo.

 

Na última terça-feira, 22 de novembro de 2017, pudemos prestigiar a ilustre presença do palestrante Marcos Fava Neves. Natural de Lins-SP, Professor Titular da FEA/USP em Ribeirão Preto. Engenheiro Agrônomo pela Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ/USP) em 1991, Mestre em Administração (Estratégias de Arrendamento, FEA/USP, 1995) e Doutor em Administração (Planejamento de Canais de Distribuição, FEA/USP, 1999). Pós-Graduado em Agribusiness na França (1995) e em Canais de Distribuição de Alimentos na Holanda (1998/1999). Foi Coordenador do PENSA/USP de 2005 a 2007) e criador do Markestrat (Centro de Pesquisas e Projetos em Marketing e Estratégia), em 2004. Autor do livro Caminhos da Cana, que é uma linha do tempo com artigos opinativos publicados em jornais do Brasil e do exterior sobre o setor sucroenergético. Esses artigos propõem uma agenda estratégica visando o desenvolvimento econômico, social e ambiental do Brasil impulsionado pela cana, e antecipando problemas que aconteceram no setor nos últimos 15 anos.

 

O livro apresenta textos rápidos de opinião, de negócios, de planejamento e políticos. São opiniões do Marcos compartilhadas com o leitor, que muitas vezes fogem do negócio cana apenas para entrar nos problemas do Brasil. É uma linha do tempo que se inicia em 1997, quando fez um primeiro texto em apologia ao Pro-Álcool. Os textos são apresentados em sequência, num caminho, chegando até o mais atual. Literalmente escancara o seu pensamento. Foram mantidos na forma como foram publicados, portanto o leitor verá que o Marcos errou muitas vezes, mas também antecipou muita coisa que aconteceu posteriormente, e principalmente, esteve sempre presente na luta pelo setor, não se omitindo com os erros sequenciais que tivemos nestes quase 20 anos.

 

Mais tarde surgiu a ideia que se tornou um grande projeto para levar conhecimento às associações de fornecedores de cana, uma parceria entre a ORPLANA, Markestrat e Bayer que hoje contam com mais um ano de Caminhos da Cana. Programa criado em 2014 e que entra no seu quarto e último ano completando 80 eventos (palestras e pesquisas) em mais de 40 cidades de 8 Estados. Dessa forma transformou o conhecimento contido no livro numa atualização itinerante. Em 2014, a "força da cana" com a Ford Ranger, em 2015 "turbinando o etanol" com o Lounge Turbo, em 2016 "buscando eficiência" com o Audi A3 1.4 turbo, com encerrando em 2017 com a Fiat Toro "melhorando relacionamentos".

 

Fava Neves é acima de tudo um pesquisador que se mantém atualizado realizando pesquisas e análises sobre o cenário sucroenergético no Brasil e no mundo. Em seu site na internet (www.favaneves.org) ele disponibiliza de forma gratuita muito mais informação, inclusive dois  de seus livros que podem ser baixados gratuitamente para leitura. Você também pode ficar por dentro das suas opiniões e do que acontece no dia a dia do professor se o seguir em sua conta no Facebook (https://www.facebook.com/doutoragro). No Youtube, basta procurar pelo seu nome que encontrará dezenas de vídeos que lhe servirão como verdadeiras aulas sobre o Agro.

 

Mensalmente Fava faz a Leitura dos Fatos do Agro e da Cana, onde comenta detalhadamente sobre o que acontece no agronegócio, com a cana, o açúcar e o etanol, material que se encontra disponível na associação.

 

Terminou a apresentação com a seguinte visão para o futuro: -“Mundo e Brasil melhores, agro com mercados crescentes a estes preços, cana com crescimento razoável no açúcar, e grandes chances em energia, etanol e outros produtos. Eficiência na gestão e melhorando relacionamentos verticais (Usinas) e horizontais (outros produtores) para juntos… construirmos margens”.

 

Foi uma injeção de ânimo em relação ao agronegócio, precificação do ATR, economia brasileira e mudanças na política.

 

Logo após o Fava, contamos com a presença do Celso Albano, Gestor Executivo da ORPLANA (Organização de Plantadores de Cana da Região Centro-Sul do Brasil) que atua no ambiente do produtor de cana-de-açúcar, com 33 associações em tempo de idades entre 5 a quase 90 anos, mais de 11.000 associados, em 5 estados da Região Centro-Sul.

Celso, falou sobre como a primeira Aliança Estratégica, sobrepunha a prioridade na construção de um Ambiente Corporativo de apoio integral às Associações, com grande "efeito guarda-chuva", na busca e provisão de soluções. Isso levou a necessidade de conciliar Gestão Estratégica e Associativismo, com a separação das ações Político-Representativas-Institucionais da Gestão Organizacional.

 

Comentou os resultados obtidos com a Implantação do Projeto Estratégico da ORPLANA, visão 2015 - 2025 tendo como principais: o Programa MUDA CANA, Projeto Segmentação, Fórum de Produtores de AgroEnergia e o Programa Caminhos da Cana.

 

O Gestor frisou que devemos conciliar associativismo e gestão e baseado nesse pensamento criou-se o projeto MUDA CANA, onde explicou o porquê do uso da palavra “MUDA”: “M” de mudança de atitudes; “U” de união e associativismo; “D” de desenvolvimento do negócio e letra “A” de aprendizado contínuo. Com o objetivo de promover o desenvolvimento técnico e gerencial do produtor de cana levando conhecimento, aplicado e individualizado ao produtor, com uma meta de desenvolver e capacitar 3.300 produtores durante 6 anos com a média de 550 produtores por ano.

 

Recentemente, a AFCOP passou por um processo seletivo entre as associações e foi escolhida para desenvolver o projeto piloto do MUDA CANA.

 

Falou sobre o Projeto Segmentação do Produtor de Cana, que objetiva o melhor entendimento e estratificação do produtor em seus diferentes níveis tecnológicos, econômicos e sociais.

 

O Fórum de Produtores de AgroEnergia, realizado na FENASUCRO & AGROCANA 2017, com uma discussão globalizada com os principais países produtores de cana e beterraba açucareira do mundo.

 

Os associados ficaram satisfeitos em saber que contribuem para e existência da ORPLANA e animados com o trabalho de representação e capacitação que a esta vem realizando.

 

A Bayer também marcou presença e apresentou um novo método de controle das cigarrinhas da Cana de Açúcar (Mahanarva Fimbriolata), onde você faz o controle da praga com o produto desenvolvido pela empresa, junto com a aplicação do herbicida, economizando com isso uma operação.

 

Essa metodologia visa controlar a primeira geração do inseto que ocorre no início das chuvas em meados de Outubro. Sendo esta controlada, haverá uma menor população para as gerações seguintes que tem um intervalo entre 60 e 80 dias. Como o residual do produto pode chegar a 150 dias, o canavial fica protegido do ataque da praga retardando o início dessa primeira geração ou até banindo ela da lavoura.

 

 

Para ver mais fotos sobre o evento clique aqui.

 

Please reload

Siga-nos
Procurar por Tags
Please reload

Arquivo
  • Facebook Basic Square
  • Google+ Social Icon

Associação dos Fornecedores

de Cana da Região Oeste Paulista

SIGA-NOS:

  • Facebook Social Icon

Praça da Bandeira, 100 • Centro • CEP: 116880-000 • Valparaíso - SP • Tel.: (18) 3401-1015 • afcop@afcop.com.br